Tocha leva a Olimpíada à Câmara Municipal de Toledo

por Paulo Torres publicado 03/08/2016 14h25, última modificação 09/08/2016 18h20
A Tocha dos Jogos Olímpicos do Brasil 2016 foi atração na Câmara Municipal de Toledo na sessão de segunda-feira, dia 1º, quando a jornalista Eliane Cargnelutti Torres usou a tribuna antes da sessão para falar de sua participação no revezamento no Paraná. Convidada pela Câmara, a jornalista relatou sua experiência como condutora em Céu Azul, no dia 2 de julho, quando da primeira passagem da Tocha Olímpica pelo Paraná rumo a Santa Catarina e ao Rio Grande do Sul. A jornalista lembrou a participação da toledana Morgana Gmach na Olimpíada, afirmando que o evento esportivo mundial é uma oportunidade ao esporte brasileiro e ao País.
Tocha leva a Olimpíada à Câmara Municipal de Toledo

Jornalista levou a Tocha Olímpica e destacou papel do esporte e importância da Olimpíada para o Brasil

 

 

 

A Tocha dos Jogos Olímpicos do Brasil 2016 foi atração na Câmara Municipal de Toledo na sessão de segunda-feira, dia 1º, quando a jornalista Eliane Cargnelutti Torres usou a tribuna antes da sessão para falar de sua participação no revezamento no Paraná. Convidada pela Câmara, a jornalista relatou sua experiência como condutora em Céu Azul, no dia 2 de julho, quando da primeira passagem da Tocha Olímpica pelo Paraná rumo a Santa Catarina e ao Rio Grande do Sul.

A jornalista formada pela UFSM e que atua há 25 anos em Toledo apontou que os Jogos Olímpicos representam o reconhecimento do Brasil no mundo, assim como o convite feito a ela para conduzir a tocha olímpica, assim como à ex-ginasta Nicole Muller, que participou dos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, e à atleta da seleção juvenil, Jainny Klemann, é um reconhecimento ao trabalho feito em Toledo na Ginástica Rítmica, onde atua como assessora de imprensa e que hoje é destaque nacional e internacional, com grandes nomes que projetaram o município.

Fiquei muito feliz pela oportunidade que tive de conduzir a tocha olímpica e de poder compartilhar com os senhores este momento único. Agradeço pelo reconhecimento e pela lembrança”, disse a jornalista, que relatou ter ficado impressionada com a acolhida e com a festa que Céu Azul soube fazer. “Éramos 11 condutores, entre representantes da cidade e também de outros municípios. Como eu, cada um tinha a sua história”, relatou ela, que foi recebida com os demais convidados por integrantes do Comitê Olímpico Brasileiro logo cedo, quando passaram o uniforme e as instruções sobre o trajeto. Ao serem levados de ônibus ao ponto onde cada um esperaria a Tocha Olímpica os participantes puderam compartilhar suas histórias. No grupo havia professores, reconhecidos por projetos na área de educação e esportes, um bombeiro, um representante dos Correios, um representante do COB do Rio, um atleta paraolímpico que integrou a equipe de HCR de Toledo, um portador de síndrome de Down e outros representantes da própria comunidade.

Eu estava entre eles, como jornalista. Fui convidada pela empresa NQM, de Curitiba, que assessora a Coca Cola na região Sul do país, patrocinadora oficial dos Jogos Olímpicos, e que pretendia convidar um representante da imprensa local para participar deste evento”, relatou a jornalista. Assessora da GR de Toledo há cerca de 15 anos, ela destacou que o projeto “é motivo de orgulho para mim e acredito que também para todos vocês” e neste ano completa 26 anos de atuação em Toledo. “Deu um friozinho na barriga, foi muito rápido, mas muito emocionante. Foi bonito de ver as pessoas na rua, acenar para elas, ver elas acompanhando o percurso ao seu lado”, relatou a jornalista, contando que as pessoas queriam tocar na tocha, fazer fotos, ver se era realmente de verdade. Já em Toledo, à tarde, em evento no colégio do seu filho Felipe, fez questão de levar a tocha para que as crianças vissem e para “despertar nelas um pouco deste sentimento olímpico, que deve ser motivo de orgulho para todos nós”.

 

Ginasta de Toledo

Vamos ter a oportunidade de fazer a maior festa do esporte. Que seja então algo que nos dê orgulho de ser brasileiros”, disse a jornalista. “Toledo, com pouco mais de 130 mil habitantes, terá pela segunda vez uma atleta nos Jogos Olímpicos”, relatou. A ginasta Morgana Gmach vai integrar o conjunto brasileiro de GR e será a única representante local como atleta nos Jogos Olímpicos de 2016. “Um orgulho para todos nós”, relatou a jornalista, que disse que Morgana vai servir de referência para centenas de meninas que todos os dias acordam cedo e treinam duro para serem as melhores.

Eu fui parte deste processo e acho que cada um de nós também pode se sentir assim”, disse a jornalista sobre o revezamento, comentando das dificuldades do Brasil e sua esperança de que a Olimpíada contribua para sua superação. “O Brasil enfrenta uma crise política, econômica, social”, afirmou ela, destacando porém que o evento esportivo mundial é uma oportunidade ao esporte brasileiro e ao País. “Os nossos atletas, que todos os dias se superam na sua modalidade, assim como os dos demais países, merecem um momento de celebração como este. E o Brasil também deve comemorar esta conquista”, concluiu a jornalista.Imagem 192


error while rendering plone.comments