Sessão lembra Rossoni, empresário morto de covid, 'Vaquinha', Cogo e paciente

por Paulo Torres publicado 08/09/2020 15h45, última modificação 09/09/2020 11h13
A Câmara de Toledo homenageou com um minuto de silêncio na sessão da terça-feira, dia 8 de setembro, o ex-vereador Henrique Rossoni, o empresário Valdemar da Mata, o ex-jogador João da Silva Pedro, o “Vaquinha” e Ademar Antônio da Silva, que aguardava vaga para cirurgia. Já o vereador Airton Savello informou que o também vereador Leandro Moura não compareceu à sessão por aguardar resultado de exame para a Covid-19 e em seguida o presidente Antônio Zóio solicitou que se todos colocassem em pé em silêncio como homenagem.
Sessão lembra Rossoni, empresário morto de covid, 'Vaquinha', Cogo e paciente

Sessão da Câmara realizada na terça-feira devido ao feriado homenageou falecidos com minuto de silêncio

A Câmara de Toledo homenageou com um minuto de silêncio na sessão da terça-feira, dia 8 de setembro, o ex-vereador Henrique Rossoni, o empresário Valdemar da Mata, o ex-jogador João da Silva Pedro, o “Vaquinha” e Ademar Antônio da Silva, que aguardava vaga para cirurgia.

O vereador Gabriel Baierle propôs a homenagem a Valdemar da Mata, da empresa Rei dos Parafusos, um grande amigo seu e empresário de Toledo que faleceu semana passada em função de Covid-19. Já Vagner Delabio lembrou a morte de “Vaquinha”, que foi jogador profissional, uma pessoa extremamente feliz e alegre que partiu esta semana, anotando que “a alegria dele fará falta ao mundo”. Walmor Lodi também homenageou “Vaquinha', que foi seu vizinho e com quem jogou, além de Rossoni, do qual estranhou que velório não tenha sido na Câmara como ex-vereador, lembrando ainda Erquemínio Cogo, pai do “Coguinho”, que faleceu domingo.

O vereador Leoclides Bisognin lembrou que conviveu 44 anos com Henrique Rossoni, o qual foi funcionário público e vereador por várias legislaturas. Já Ademar Dorfschmidt lamentou o falecimento de Antônio da Silva, o qual era pai de

Genivaldo, o “Val” da Banca 13, do Camelódromo, registrando que ele ficou quatro dias esperando vaga em hospital de referência para cardiologia e após conseguir duas horas depois faleceu, num “fato muito triste”. Antônio da Silva também era pai do “Marquinhos”, também proprietário de loja no Camelódromo.

Já o vereador Airton Savello informou que o também vereador Leandro Moura não compareceu à sessão por aguardar resultado de exame para a Covid-19.

Em seguida o presidente Antônio Zóio solicitou aos vereadores e vereadoras e público presente que se colocassem em pé e mantivessem um minuto de silêncio como homenagem aos falecidos.

 

error while rendering plone.comments