Presidente da Câmara lamenta morte do ex-vereador Jorge Okano

por Paulo Torres publicado 06/04/2021 10h45, última modificação 12/04/2021 15h21
O presidente da Câmara, Leoclides Bisongin, lamentou a morte do ex-vereador Jorge Kinjiro Okano, falecido na segunda-feira, dia 5, em consequência da Covid-19. Ele foi homenageado pela Câmara com a Cidadania Honorária de Toledo no ano 2000 e era uma pessoa muito inquieta, ativa e atuante, lembra Bisognin, que foi colega de legislatura de Okano, além de ter sido seu companheiro no PMDB. Para Bisognin Okano marcou a passagem na Câmara por sua personalidade agregadora. “Era muito bom conviver com ele aqui dentro”, comenta o presidente da Câmara, lembrando ainda seu papel como médico pioneiro na medicina como fundador do Hospital Bom Jesus, ao lado de Torao Takada. Okano também integrou a Mesa Diretora no cargo de 2° vice-presidente de 1995 a 96.
Presidente da Câmara lamenta morte do ex-vereador Jorge Okano

Okano (esq.) ao lado dos então vereadores Aldeni Araújo, Sérgio Recalcatti e Leoclides Bisognin



Okano.jpgO presidente da Câmara de Toledo, Leoclides Bisongin, lamentou a morte do ex-vereador Jorge Kinjiro Okano, falecido no início da noite de segunda-feira, dia 5, em consequência da Covid-19. Okano foi homenageado com o Título de Cidadania Honorária de Toledo em 2000, através da Lei “R” nº 43, de 24 de novembro, "por sua contribuição ao desenvolvimento sócio-econômico do Município de Toledo".

Ele era uma pessoa muito inquieta, ativa e atuante, lembra Bisognin, que foi colega de legislatura de Okano no período 1993-1996, além de ter sido seu companheiro no PMDB. Para Bisognin Okano marcou a passagem na Câmara por sua personalidade agregadora. “Era muito bom conviver com ele aqui dentro”, comenta o presidente da Câmara, lembrando ainda seu papel como médico pioneiro na medicina como sócio fundador do Hospital Bom Jesus, ao lado do também médico Torao Takada.

Jorge Okano integrou a X Legislatura da Câmara, com mandato de 1993 a 96, tendo ocupado na Mesa Diretora o cargo de 2° vice-presidente de 1995 a 96.

Natural de Assaí, Jorge Okano veio para Toledo como médico e tornou-se um dos pioneiros do setor, fundando o Hospital Bom Jesus com o sócio Torao Takada.

Na X Legislatura Jorge Okano atuou ao lado dos vereadores Aldeni Gomes de Araújo, Beloir João Rotta, Edmar Rockenbach, Jorge Kinjiro Okano, Jovino Canevesi, Laudir Schumacher, Leoclides Luiz Roso Bisognin, Leo Inácio Anschau, Lino Gotardo Pizzatto, Lúcio de Marchi, Luiz Cláudio Hoffmann, Manoel José Inácio, Maria Cecília Ferreira, Odair Maccari, Sérgio Recalcatti, Ubaldo Walter Rech e Wilmo Barcellos Marcondes, além dos suplentes que assumiram temporariamente a vereança, Dorval Vicentin, Ari José Kliemann e Edilson Gilberto Gnas.

Jorge Okano deixa a esposa Nair, o filho Sandro Okano e filhas Michelle Okano e Anna Cláudia Okano, todos médicos, além de genros e nora, 6 netos e vários irmãos e cunhadas.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.