Câmara baixa ato contra Covid-19, aprova 4,3%, rejeita lixo e vota mais 6 projetos

por Paulo Torres publicado 20/03/2020 15h44, última modificação 20/03/2020 15h44
A Câmara de Toledo aprovou na quarta-feira, dia 18, o Ato n° 7, com uma série de medidas em relação à pandemia da Covid-19, causada pelo vírus SARS-CoV-2, informa o boletim Toledo Legislativo n° 233, que já pode ser lido on-line. As medidas têm validade de 16 dias e incluem a realização das sessões ordinárias com acesso limitado a partir já de segunda-feira, dia 23. A medida também prevê que por 16 dias terão acesso às dependências da Câmara apenas os vereadores, servidores, terceirizados e profissionais de veículos de imprensa previamente credenciados junto ao Departamento de Comunicação Social. O boletim traz ainda a aprovação de reajuste de 4,3% aos servidores, votado por unanimidade em turno final. Por outro lado a sessão rejeitou o Projeto de Lei n° 133, que “autoriza e ratifica a participação do Município de Toledo no Consórcio Intermunicipal para a Gestão e Tratamento de Resíduos Urbanos do Oeste do Paraná”, por 10x9, entre outros temas da semana na Câmara.
Câmara baixa ato contra Covid-19, aprova 4,3%, rejeita lixo e vota mais 6 projetos

O boletim pode ser ´folheado´on-line clicando na imagem ao lado e depois nas setas na parte de baixo

A Mesa Diretora da Câmara de Toledo aprovou na manhã da quarta-feira, dia 18, o Ato n° 7, com uma série de medidas em relação à pandemia da Covid-19, causada pelo vírus SARS-CoV-2, informa o boletim Toledo Legislativo n° 233, que já pode ser lido on-line. As medidas têm validade de 16 dias e incluem a realização das sessões ordinárias com acesso limitado a partir já de segunda-feira, dia 23. A medida também prevê que por 16 dias terão acesso às dependências da Câmara apenas os vereadores, servidores, terceirizados e profissionais de veículos de imprensa previamente credenciados junto ao Departamento de Comunicação Social. O boletim traz ainda a aprovação em sessão ordinária na segunda-feira, dia 16, de reajuste de 4,3% aos servidores, previsto no Projeto de Lei n° 18, votado por unanimidade em turno final. Por outro lado a sessão rejeitou o Projeto de Lei n° 133, que “autoriza e ratifica a participação do Município de Toledo no Consórcio Intermunicipal para a Gestão e Tratamento de Resíduos Urbanos do Oeste do Paraná”, por 10x9, além de aprovar outros seis projetos. Também na sessão da Câmara de Toledo na segunda-feira, dia 16, houve a leitura da ementa de três projetos de leis que assim iniciaram sua tramitação. A leitura no Pequeno Expediente incluiu o Projeto de Lei n° 21, que desafeta e autoriza a doação de imóvel, com encargos, à Apae-Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais. A área prevista é no Jardim Pancera e tem 5.064,40m2, tendo como contrapartida da entidade a construção de sede de 2.437,00m2. Também deram entrada o Projeto de Lei nº 22, que institui o Programa Municipal de Plantas Medicinais e de Fitoterápicos de Toledo (ProfiToo) e o Projeto de Lei nº 23, que altera o Plano de Cargos e Vencimentos para os servidores públicos municipais de Toledo, todos do Poder Executivo. O Toledo Legislativo 322 também traz o minuto de silêncio na sessão de segunda-feira aos jovens  Gustavo Souza e Ketlhin Dal Piva e à educadora Sonia Milan, falecidos no final de semana. Os dois jovens faleceram na noite de sábado em acidente na Avenida Parigot de Souza próximo à Avenida Cirne Lima quando trafegavam numa motocicleta Kawasaki Ninja 650R no sentido Centro-Coopagro que colidiu na traseira de uma caminhonete Ford Ranger que circulava em sentido contrário e foi fazer o retorno. A morte dos dois jovens motivou debate na Câmara sobre o funcionamento da IML de Toledo, já que os corpos só foram liberados aos familiares no domingo devido a uma ordem de serviço que restringe o atendimento. Este e outros temas da semana podem ser conferidos on-line no Toledo Legislativo n° 233.

error while rendering plone.comments