Não temos sobra de recursos, diz vice Tita em audiência na Câmara

por Paulo Torres publicado 27/02/2018 16h15, última modificação 01/03/2018 15h48
“Temos trabalhado não digo com escassez, mas não com a sobra de recursos que gostaríamos”, disse o vice-prefeito Tita Furlan em audiência na Câmara Municipal sobre as contas municipais de Toledo. Representando o prefeito Lucio de Marchi, que estava em Foz, o vice relatou que as receitas cresceram 11,01% no ano de 2017 e a despesa com pessoal cresceu 8,42%, a despesa com pessoal atualmente estaria em 52,2% e espera que em breve seja trazido abaixo do limite prudencial de 51,3%. A saúde recebeu 28,04% ante os 15% recomendados e a educação 25,92% ante os 25% mínimos. A audiência reuniu o presidente da CFO, Leoclides Bisognin; o vice-presidente Walmor Lodi; o secretário Albino Corazza e os membros Airton Savello e Janice Salvador, além de outros vereadores.
Não temos sobra de recursos, diz vice Tita em audiência na Câmara

Audiência expôs os dados de receitas e despesas municipais no terceiro quadrimestre

 

 

IMG_1807a.jpgTemos trabalhado não digo com escassez, mas não com a sobra de recursos que gostaríamos”, disse o vice-prefeito Tita Furlan em audiência na Câmara Municipal sobre as contas municipais de Toledo. Representando o prefeito Lucio de Marchi, que estava em Foz do Iguaçu, o vice relatou aos vereadores que as receitas cresceram 11,01% no ano de 2017 e a despesa com pessoal cresceu 8,42%. O vice-prefeito disse aos vereadores que a despesa com pessoal atualmente estaria em 52,2% e espera que em breve seja trazido abaixo do limite prudencial de 51,3%. A audiência conduzida pela CFO-Comissão de Finanças e Orçamento apontou que a saúde recebeu 28,04% ante os 15% recomendados e a educação 25,92% ante os 25% mínimos. A audiência reuniu o presidente da CFO, Leoclides Bisognin; o vice-presidente Walmor Lodi; o secretário Albino Corazza e os membros Airton Savello e Janice Salvador. Também acompanharam a audiência os vereadores Gabriel Baierle, Vagner Delabio, Valtencir Careca, Antônio Zóio, Olinda Fiorentin, Leandro Moura e Marcos Zanetti.

O vice-prefeito disse na Câmara Municipal aos vereadores da CFO-Comissão de Finanças e Orçamento que embora tenha sido divulgado que a despesa com pessoal estava em 53,45% no início da gestão o índice na verdade estaria em 53,9%. Tita Furlan disse que repasses como o FPM tiveram queda grande e a projeção de receitas era de quase R$ 54 milhões e na verdade foram repassados menos de R$ 52 milhões, agradecendo aos servidores, os quais têm feito um esforço muito grande, embora a gestão esteja privada de pagar adicional de FG, assim como proibida de fazer concurso.

O vereador Albino Corazza defendeu a busca de alternativas para reduzir a despesa com pessoal, afirmando que a própria Lei Orgânica contém meio para isso. O vereador Walmor Lodi apontou que a despesa com pessoal baixou quase 2 pontos percentuais, considerando isso um trabalho excepcional. Já a vereadora Janice parabenizou toda a equipe e disse que deve-se conseguir obter esta redução neste índice tão propalado, o que deve gerar condições mais adequadas no futuro. Janice disse também de sua preocupação como professora com o gasto de praticamente 28% na saúde e 25% na educação, que repercute na saúde e na sociedade como um todo, defendendo a necessidade de investimento cada vez maior na educação, além de atingir atendimento na saúde que de fato seja humano mas esta é uma grande preocupação e deve ser preocupação da administração equacionar esta fórmula, buscando alternativas para suprir esta deficiência de professores.

O vice-prefeito Tita Furlan disse ainda que não há secretaria onde sobrem servidores e quanto à economia avaliou que não vê caminho que não seja de crescimento do Brasil, com o consequente aumento das receitas. O vereador Leoclides Bisognin comentou que a educação é o caminho e que se desenvolveram países que investiram 50% no setor, embora a saúde muitas vezes dê mais votos, defendendo que Toledo proporcione este desenvolvimento através de seus recursos públicos.

Acompanharam o vice-prefeito Tita Furlan na exposição das contas municipais o secretário da Fazenda Balnei Rotta, o contador Milton Endler e o controlador interno Nilson Liberatto, além do assessor de Governo Alceu Dal Bosco e do assessor jurídico Luiz Paulo  Crispim Guaraná.

 Veja vídeo completo da audiência de prestação de contas na Câmara

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.