Estudo mostra indicadores da atuação dos vereadores de Toledo

por Paulo Torres publicado 13/03/2018 11h20, última modificação 13/03/2018 11h56
A Câmara Municipal de Toledo divulgou estudo do SAIM-Sistema de Acompanhamento e Informações do Mandato de 2017, que está disponível no seu sítio eletrônico – www.toledo.pr.leg.br . O estudo reúne informações da atuação dos 19 vereadores ao longo da sessão legislativa de 2017, abrangendo os mais variados aspectos da atuação parlamentar, como presença em plenário e comissões, proposições, relatorias, e outros itens. O estudo abrange 22 vereadores, uma vez que além dos 19 titulares, três suplentes exerceram mandato ao longo de 2017 e até o início de 2018.
Estudo mostra indicadores da atuação dos vereadores de Toledo

Estudo abrange vários aspectos da atuação dos vereadores de Toledo

 

 

Saim.jpgA Câmara Municipal de Toledo divulgou estudo do SAIM-Sistema de Acompanhamento e Informações do Mandato de 2017, que está disponível no seu sítio eletrônico – www.toledo.pr.leg.br . O estudo reúne informações da atuação dos 19 vereadores ao longo da sessão legislativa de 2017, abrangendo os mais variados aspectos da atuação parlamentar, como presença em plenário e comissões, proposições, relatorias, e outros itens. O estudo tem 30 páginas e abrange 22 vereadores, uma vez que além dos 19 titulares - Ademar Dorfschmidt, Airton Savello, Antonio Zóio, Corazza Neto, Edmundo Fernandes, Gabriel Baierle, Genivaldo Paes, Janice Salvador, Leandro Moura, Leoclides Bisognin, Marli do Esporte, Marly Zanete, Marcos Zanetti, Olinda Fiorentin, Pedro Varela, Renato Reimann, Vagner Delabio, Valtencir Careca, Walmor Lodi -, três suplentes – Neudi Mosconi, Ascânio Butzge e Dalton Sperafico - exerceram mandato durante períodos ao longo de 2017 e até o início de 2018.

Os números de presenças nas reuniões ordinárias apontam um índice alto de comparecimento, com todos os vereadores com mais de 90%, sendo os mais baixos comparecimentos atingindo 96,4% de presença. Já nas reuniões extraordinárias a situação é diferente, pois os vereadores que não assinam a convocação não têm obrigação regimental de comparecer. Com isso as sessões extraordinárias têm uma média de 86,1% de presenças e o índice mais baixo é de 46,7%.

De acordo com os índices de matérias legislativas apreciadas no ano de 2017 pela Câmara de Toledo quem mais apresentou projetos de lei foi o Poder Executivo, com 153 proposições. Dentre os vereadores, o que mais teve matérias, entre requerimentos e indicações, foi o vereador Renato Reimann, com um total de 125 matérias e o que menos apresentou foi o suplente Luís Fritzen, com um projeto de lei e uma indicação. O vereador é suplente e esteve na Câmara por 6 meses, deixando o Legislativo no mês passado.

Já entre as Comissões Permanentes a que mais teve relatorias foi a Comissão de Legislação e Redação (CLR) em que são membros Vagner Delabio, Walmor Lodi, Gabriel Baierle, Marcos Zanetti e Marli do Esporte que tiveram 39% de índice total. E a que menos apresentou relatorias foi a Comissão do Meio Ambiente (CMA), em que estão presentes os vereadores Ademar Dorfschmidt, Antônio Zóio, Corazza Neto, Edmundo Fernandes e Valtencir Careca, com 1% do total. Estes números são equivalentes às matérias apresentadas relacionadas a cada uma das sete Comissões Permanentes, onde as proposições são distribuídas para apreciação inicial de acordo com o tema de que tratam. Por conta disso algumas recebem mais proposições para apreciação do que outras.

O Sistema de Acompanhamento e Informações do Mandato de 2017 foi elaborado pelo Departamento Administrativo da Câmara, conta com 30 páginas e está disponível no sítio da Câmara em http://www.toledo.pr.leg.br/parlamentares/atividades-parlamentares/2017 e na rede interna do Legislativo em público na pasta \\Rede\Publico\Sistema de Acompanhamento e Informações do Mandato\2017.

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.