CPI ouve controlador e aprova mais 3 depoimentos

por Paulo Torres publicado 08/05/2019 14h45, última modificação 08/05/2019 14h44
A CPI instaurada pela Câmara de Toledo para investigar “as falhas na prestação de serviços público na coleta de lixo” reuniu-se nesta quarta-feira, dia 8, a partir das 9h, para ouvir o controlador Nilson Liberatto, além de apreciar requerimentos de depoimentos. A reunião contou com os vereadores Marcos Zanetti, presidente; Airton Savelllo, vice-presidente; Vagner Delabio, relator, além do membro Renato Reimann. A CPI aprovou três requerimentos de depoimentos, todos por unanimidade e no dia 15 vai ouvir Sebastião Nunes de Araújo Filho, fiscal do contrato da coleta de lixo, além do vereador e ex-prefeito Albino Corazza, que ofereceu-se para depor.
CPI ouve controlador e aprova mais 3 depoimentos

CPI ouviu controlador e aprovou 3 novos depoimentos

 

A Comissão Parlamentar de Inquérito instaurada pela Câmara de Toledo para investigar “as falhas na prestação de serviços público na coleta de lixo” reuniu-se nesta quarta-feira, dia 8 de maio, a partir das 9h, para ouvir o depoimento do controlador Nilson Liberatto, além de apreciar requerimentos de depoimentos. A reunião contou com os vereadores Marcos Zanetti, presidente; Airton Savelllo, vice-presidente; Vagner Delabio, relator, além do membro Renato Reimann, já que Ademar Dorfschmidt está em viagem a Umuarama tratando do movimento de vereadores em torno dos custos da energia. A CPI aprovou três requerimentos de depoimentos, todos por unanimidade.

O relator Vagner Delabio apresentou requerimento para ser ouvido Marcos Roberto dos Santos Rodrigues, supervisor de Frota da Transportec, enquanto o presidente Marcos Zanetti requereu que seja ouvido o contador Milton Endler, diretor do Departamento de

Controle Contábil e Financeiro. Outro requerimento, também de Vagner Delabio, solicitou o depoimento de Cristiano Júnior Ferreira, coletor da Transportec, sendo que Marcos Zanetti ao manifestar-se favorável ao requerimento antecipou que também pretende requerer que sejam ouvidos de 3 a 5 funcionários e que também protocolou pedido para que seja ouvido o secretário da pasta.

O controlador Nilson Liberatto falou do sistema de controle de contratos municipais, informando que a Prefeitura de Toledo mantém cerca de 1 mil contratos e conta com cerca de 200 servidores como fiscais destes contratos. O sistema foi adotado há cerca de 6 anos pelo Tribunal de Contas numa demanda que partiu de Toledo, segundo mo controlador. Embora inicialmente houvesse cargos de confiança como fiscais a função depois passou a ser atribuída apenas a servidores de carreira e não traz acréscimo de remuneração, disse ele. O servidor aprovado em concurso automaticamente é candidato a fiscal de contrato, afirmou o controlador. O controlador falou ainda do treinamento dos fiscais, afirmando que ele próprio participou de quatro eventos sobre sua atuação e há dois anos o Tribunal de Contas encampou a questão e passou a oferecer treinamento.

A CPI definiu que sua próxima reunião será realizada no dia 15 de maio, quando vai ouvir o depoimento de Sebastião Nunes de Araújo Filho, fiscal do contrato da coleta de lixo, às 9h. Em seguida, às 10h, a CPI vai ouvir o vereador e ex-prefeito Albino Corazza, que ofereceu-se para depor.

Confira a reunião completa da CPI nesta quarta em vídeo

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.