CPI da obra do HR realiza sua segunda reunião e debate prazos

por Paulo Torres publicado 06/06/2018 16h12, última modificação 06/06/2018 16h12
A CPI instituída para apurar denúncias em torno da obra do Hospital Regional realizou nesta quarta-feira, dia 6, sua segunda reunião ordinária onde discutiu seu funcionamento e definiu o local das suas reuniões. A CPI discutiu ainda a mudança do limite de horário para apresentação de requerimentos, bem como as primeiras convocações. A CPI foi oficializada pela Portaria n º 53, de 8 de maio, que estabeleceu o prazo de 120 dias para seus trabalhos a partir da sua instalação.
CPI da obra do HR realiza sua segunda reunião e debate prazos

Reunião foi transferida para o Plenário Edílio Ferreira, escolhido como local das demais reuniões

 

 

A CPI-Comissão Parlamentar de Inquérito instituída para apurar denúncias em torno da obra do Hospital Regional realizou nesta quarta-feira, dia 6 de junho, sua segunda reunião ordinária onde discutiu seu funcionamento e definiu que as reuniões serão realizadas no Auditório e Plenário Edílio Ferreira. A sugestão foi apresentada pelo vereador Ademar Dorfschmidt ainda na Sala de Reuniões da Câmara Municipal e acatada pelo presidente Walmor Lodi e demais membros, sendo a reunião transferida imediatamente para o local. A CPI discutiu ainda a mudança do limite de horário para apresentação de requerimentos, bem como as primeiras convocações, que devem ser formalizadas nos próximos dias.

Integram a CPI os vereadores Walmor Lodi como presidente, Gabriel Baierle como vice-presidente e Janice Salvador como relatora, além dos membros Ademar Dorfschmidt e Antonio Zóio.

A reunião também foi acompanhada pelos vereadores Airton Savello e Marcos Zanetti, além de servidores, assessores e imprensa.

 

Composição e prazo

A CPI da obra do Hospital Regional iniciou seus trabalhos no dia 30 de maio, quando escolheu em sua primeira reunião ordinária o seu presidente e vice-presidente, definindo em votação os nomes de Walmor Lodi como presidente e de Gabriel Baierle como vice, em votação conduzida pelo vereador Ademar Dorfschmidt. Logo após eleito o presidente Walmor Lodi designou a vereadora Janice Salvador como relatora.

A CPI teve seus membros indicados pelas bancadas da Câmara e foi oficializada pela Portaria n º 53, de 8 de maio, assinada pelo presidente da Câmara , Renato Reimann, que estabeleceu o prazo de 120 dias para seus trabalhos a partir da instalação, com sua primeira reunião, conforme os parágrafos primeiro e segundo do artigo segundo da mesma portaria.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.