CPI da obra do HR define Lodi como presidente e Janice como relatora

por Paulo Torres publicado 30/05/2018 16h40, última modificação 30/05/2018 16h47
A CPI-Comissão Parlamentar de Inquérito instituída para apurar denúncias em torno da obra do Hospital Regional escolheu nesta quarta-feira, dia 30 de maio, o seu presidente e vice-presidente, definindo em votação os nomes de Walmor Lodi como presidente e de Gabriel Baierle como vice. A votação foi conduzida pelo vereador Ademar Dorfschmidt que antes da eleição defendeu o acompanhamento dos trabalhos pela sociedade organizada e depois do resultado passou a presidência ao presidente eleito. Em seguida o presidente Lodi designou a vereadora Janice Salvador como relatora.
CPI da obra do HR define Lodi como presidente e Janice como relatora

CPI definiu sua direção em reunião na tarde de quarta-feira na Câmara

 

 

A CPI-Comissão Parlamentar de Inquérito instituída para apurar denúncias em torno da obra do Hospital Regional escolheu nesta quarta-feira, dia 30 de maio, o seu presidente e vice-presidente, definindo em votação os nomes de Walmor Lodi como presidente e de Gabriel Baierle como vice. A votação foi conduzida pelo vereador Ademar Dorfschmidt que antes da eleição defendeu o acompanhamento dos trabalhos pela sociedade organizada e depois do resultado passou a presidência ao presidente eleito. Em seguida o presidente Lodi designou a vereadora Janice Salvador como relatora, destacando sua postura responsável, transparente e o conhecimento profundo. Antes o vereador Ademar chegou a anunciar que compreendia o entendimento do grupo mas colocava também seu nome à disposição para a nomeação. A relatora indicada agradeceu a confiança, dizendo saber “da responsabilidade que isso representa” e afirmando que “trabalharemos em conjunto”, afirmando que outros vereadores certamente nos ajudarão nesse trabalho pois os demais também comungam do objetivo da CPI.

O presidente Walmor Lodi lembrou ao assumir o prazo de 120 dias para os trabalhos mas disse que quer dar retorno rápido à população. Lodi disse ser favorável a que participem entidades como Observatório Social e OAB.

O Ato nº 1 da CPI definiu que os trabalhos serão conduzidos com base no artigo 78 e seguintes do Regimento Interno e as reuniões serão realizadas às quartas-feiras, preferencialmente às 9h. A CPI também definiu que os seus membros devem realizar pedidos de convocações por escrito e protocolados, além de definir servidores da Câmara Municipal para o acompanhamento dos trabalhos.

A Câmara Municipal designou os vereadores para compor a CPI através da Portaria n º 53, de 8 de maio, do presidente Renato Reimann, que oficializou os nomes de cinco dos indicados pelas seis bancadas que integram o Legislativo. Pela liderança do PSL foi indicado Antonio Zóio; pelo Bloco União e Amor por Toledo o nome de Walmor Lodi; pelo Bloco União por Toledo Gabriel Baierle; pelo Bloco Fiscalização com Ética e Transparência, Ademar Dorfschmidt, enquanto pela liderança do Bloco Por um Toledo Melhor foi indicada Janice Salvador para compor a CPI. O sexto bloco ou partido, o PDT, indicou Marcos Zanetti, que não teve sua nomeação pelo critério de proporcionalidade nas comissões, já que a CPI tem apenas cinco vagas e o partido já indicara representantes em outras participações proporcionais.

Requerimento

O Requerimento nº 81/2017 requer “instituição de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar denúncias apresentadas pela Auditoria instalada pela Portaria n° 529, de 2017, para verificar a execução do contrato e aditivos da construção do Hospital Regional de Toledo”. O documento foi apresentado na sessão da Câmara de Toledo na segunda-feira, dia 30 de abril, subscrito por 16 vereadores. Ele solicita que a Câmara investigue as denúncias apresentadas pela auditoria instalada para verificar a execução do contrato e aditivos da construção do Hospital Regional de Toledo “e questões decorrentes desta verificação”.

 Acompanhe a íntegra da reunião da CPI da obra do HR

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.