Câmara destaca trabalho de juíza na Comarca de Toledo

por Paulo Torres publicado 19/12/2017 10h12, última modificação 19/12/2017 10h12
A sessão da Câmara Municipal nesta segunda-feira, dia 18, teve entregue à juíza Luciana Lopes do Amaral Beal o Requerimento nº 230, subscrito por todos os vereadores, que propõe moção de aplausos à magistrada “pelo honroso trabalho realizado na 2ª Vara Criminal”. A entrega foi feita pelo presidente da Câmara, Renato Reimann, juntamente com os demais vereadores, em ato que contou também com a presença do esposo da juíza, o advogado Daniel Beal, além das filhas e familiares.
Câmara destaca trabalho de juíza na Comarca de Toledo

Juíza recebe da vereadora Olinda Fiorentin o documento da Câmara destacando seu trabalho

 

A sessão da Câmara Municipal nesta segunda-feira, dia 18, teve entregue à juíza Luciana Lopes do Amaral Beal o Requerimento nº 230, subscrito por todos os vereadores, que propõe moção de aplausos à magistrada “pelo honroso trabalho realizado na 2ª Vara Criminal”. A entrega foi feita pelo presidente da Câmara, Renato Reimann, juntamente com os demais vereadores, antes da abertura dos trabalhos, em ato que contou também com a presença do esposo da juíza, o advogado Daniel Beal, além das filhas e familiares. 

O documento da Câmara Municipal lembra a trajetória da magistrada nascida em Curitiba, filha de promotor e que graduou-se em ciências jurídicas na PUC curitibana em 1996, ingressando na magistratura em 2000. Sua primeira comarca foi Toledo, ainda como juíza substituta, quando conheceu o futuro marido Daniel Beal, também operador do Direito. Em 2002 foi promovida por merecimento para a Comarca de Guaraniaçu, de entrância inicial, vindo em julho de 2004 para Palotina, onde atuou como juíza da Vara Criminal, Família e Sucessões, Infância e Juventude e Juizado Especial. Em 14 de outubro de 2004, finalmente, voltou para Toledo, onde assumiu a 2ª Vara Criminal, recém-criada, lecionando também, por vários anos na Escola da Magistratura em Cascavel e no curso de Direito da Unipar em Toledo. Em 2005 teve papel importantíssimo na criação do Conselho da Comunidade, envolvendo-se em uma luta árdua para dar condições dignas aos presos, conhecendo a APAC- Associação de Proteção e Assistência aos Condenados, outra causa que acredita e é ferrenha defensora. Agora, em 17 de novembro, se despediu da 2ª Vara Criminal e assumiu a Vara de Família e Sucessões. Os vereadores destacam no documento “a dedicação e o amor” em sua missão e expressam “o reconhecimento desta Câmara Municipal de Toledo” e comunidade toledana.

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.