Câmara acompanha incidente com motorista e guardas municipais

por Paulo Torres publicado 12/06/2018 11h40, última modificação 12/06/2018 11h43
A Câmara Municipal está acompanhando o incidente envolvendo um motorista notificado no EstaR e a Guarda Municipal na manhã do último dia 4 de junho. À tarde vários vereadores repercutiram o fato na sessão ordinária do Poder Legislativo, que novamente debateu o tema na sessão desta segunda-feira, dia 11 de junho. Um ofício foi entregue ao Poder Executivo solicitando ao prefeito Lucio de Marchi medidas para apurar os fatos.
Câmara acompanha incidente com motorista e guardas municipais

Na sessão do Poder Legislativo vereadores debateram o incidente e sua repercussão

vereadores_foto_suzi_lira.jpg A Câmara Municipal está acompanhando o incidente envolvendo um motorista notificado no EstaR e a Guarda Municipal na manhã do último dia 4 de junho. À tarde vários vereadores repercutiram o fato na sessão ordinária do Poder Legislativo, que novamente debateu o tema na sessão do dia 11. No dia 5 de junho um grupo de nove vereadores, diante da repercussão dos fatos, entregou ofício (foto ao lado)  ao prefeito Lucio de Marchi solicitando medidas para apurar os fatos envolvendo as duas partes. Diz o ofício: “Senhor Prefeito: Considerando a repercussão a respeito do caso envolvendo a Guarda Municipal de Toledo e o Senhor Marcos Dutra, os Vereadores abaixo assinados solicitamos a Vossa Excelência que tome com a maior brevidade possível as medidas para apurar os fatos ocorridos entre as mencionadas partes.” O documento é assinado pelo presidente da Câmara Municipal, Renato Reimann, o vice-presidente Airton Savello, o segundo vice-presidente Antônio Zoio, o segundo secretário Genivaldo Paes e os vereadores Gabriel Baierle, Janice Salvador, Pedro Varela, Vagner Delabio e Walmor Lodi. 

No dia 6 de junho o Poder Executivo emitiu nota a respeito, que segue na íntegra.

O Prefeito Lucio de Marchi comunica que, diante dos questionamentos havidos em relação à abordagem e posterior condução à Delegacia de um munícipe realizada esta semana pela Guarda Municipal (GM), cujas recentes notícias contêm indícios de eventuais excessos ou abuso de autoridade na conduta dos servidores da Corporação, e também considerando o Ofício nº 0060/2018-GP-CMT expedido pela Câmara Municipal, determinou primeiramente, à Corregedoria da instituição, a imediata apuração dos fatos relacionados e a remessa do relatório final das investigações ao Gabinete do Prefeito.”

Incidente

O incidente ocorreu na área central,por volta das 09h00 da manhã de segunda-feira, dia 4, quando o professor de artes marciais, Marcos Dutra foi dominado por três guardas municipais ao retornar ao seu trabalho após ter participado de reunião na Prefeitura de Toledo. A Secretaria de Segurança de Toledo emitiu uma nota à imprensa dando sua versão dos fatos.

Confira a íntegra da nota da Secretaria de Segurança:

Nota à Imprensa

Com relação a detenção realizada pela Guarda Municipal na manhã desta segunda-feira (4), a Secretaria Municipal de Segurança e Trânsito de Toledo esclarece que:

Em reunião na Prefeitura de Toledo o condutor afirmou que estava com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa.  Diante dessa informação, o Diretor de Trânsito sem consultar o prefeito e o secretário da pasta, no uso de suas atribuições legais solicitou a equipe de trânsito que fizesse a abordagem para verificar a documentação, onde as irregularidades foram confirmadas.

A posterior condução à 20ª Subdivisão Policial (SDP) foi motivada pelas agressões cometidas pelo condutor durante a abordagem, que estão sendo investigadas pela autoridade policial.

A Secretaria de Trânsito reforça que não compactua com abuso de poder, todas as medidas tomadas pelos agentes estão pautadas no Código Brasileiro de Trânsito. As ofensas e ameaças publicadas nas redes sociais direcionadas a instituição ‘Guarda Municipal’ estão sendo apuradas e lavrados boletins de ocorrência, pois visam apenas denegrir a imagem da corporação, pois os agentes estão sendo ameaçados no estrito cumprimento do dever legal.

Todo cidadão que tiver algum denuncia relacionada à corporação deve procurar seus direitos via Ouvidora pelo telefone 156, canal de comunicação oficial entre a população e o poder público.”

 

Confira vídeo da sessão ordinária da Câmara Municipal e os debates  

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.